2015

Público de 500 mil pessoas e 600 atrações, estes foram os números da 3ª edição da Virada Cultural de BH, realizada entre os dias 12 e 13 de setembro. Marcada pelas homenagens ao músico Fernando Brant e pelo show da banda Sepultura, em comemoração aos 30 anos de carreira, a edição de 2015 comprovou que uma das formas mais inteligentes de uso e ocupação do espaço público se dá através da arte.

No total foram 18 palcos espalhados por toda a cidade, como o Parque Municipal, Viaduto Santa Tereza , rua Guaicurus, Praça 7, além de lugares inéditos na programação do evento, como a escadaria do Edifício Sulacap, na avenida Afonso Pena, no centro, o Cemitério do Bonfim e a Praça da Pampulha. Durante as 24 horas, além de música, teatro, circo e dança, o público curtiu eventos como Gastro Park, Mundialito de Rolimã e o Campeonato de Gaymada.

Outra novidade da edição de 2015 foi a instalação de um circuito de bike provisório de 3km, interligando todos os palcos da região central. A Virada Cultural de BH é uma realização da Prefeitura de Belo Horizonte por meio da Fundação Municipal de Cultura, em parceria com a Associação de Amigos do Museu Histórico Abílio Barreto (AAMHAB).

.

 

2014

A segunda edição da Virada Cultural de Belo Horizonte mostrou que a cidade abraçou de vez o evento. Um público estimado de 400 mil pessoas, o dobro da edição anterior, curtiu 24 horas ininterruptas de programação artística e cultural das 19h do dia 30 às 19h do dia 31 de agosto de 2014. Ao todo, a Virada reuniu 475 atrações, envolvendo 300 artistas que invadiram os mais diversos pontos da cidade. No total o público pôde conferir 9 palcos e 53 pontos ocupados entre praças, parques, centros culturais, teatros e outros locais.

Realizada pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Fundação Municipal de Cultura, a Virada Cultural, além de estimular o uso do espaço público, tem como mote promover a valorização dos artistas locais e de sua pluralidade de expressões de gêneros artísticos. Integralmente gratuitas, as atrações são pensadas para, em cada um dos espaços e a cada período do dia ou da noite, dialogar com as vocações artísticas espalhadas por vários pontos urbanos e reiterar a tradição de Belo Horizonte de ser uma cidade cultural e criativa.

2013

A primeira edição da Virada Cultural de Belo Horizonte aconteceu entre os dias 14 e 15 de setembro de 2013 com 24 horas de programação e público estimado em mais de 200 mil pessoas. Ao todo, a Virada reuniu mais de 430 atrações artísticas, envolvendo cerca de 2 mil artistas e 1.500 profissionais do mercado cultural.

Foram ocupados 52 espaços da capital, entre praças, parques, centros culturais, teatros e outros locais, que receberam uma programação artística diversificada e acessível ao público da cidade. Realizada pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Fundação Municipal de Cultura, a Virada Cultural reuniu diversas linguagens artísticas estimulando o uso do espaço público, a produção artística local e novas vivências entre a população. Com atividades divididas entre os palcos oficiais da Virada, programação associada, ações nos equipamentos culturais da Fundação Municipal de Cultura e ao longo de seu circuito, a Virada Cultural de Belo Horizonte reforçou o caráter democrático do espaço público tendo na manifestação artística um grande eixo de ressignificação da cidade.